Dicas de etiqueta para o casamento

Alianças casamento

O planejamento do casamento não é tarefa fácil, especialmente quando se trata da cerimônia. Enquanto você deve estar fantasiando sobre o momento em que você vai dizer “eu faço”, você vai realmente estar examinando toneladas de batalhas lógicas, como onde você deve sentar seus pais divorciados ou se você pode incluir um homem em sua festa nupcial. Felizmente, os nossos especialistas em casamentos têm dicas para navegar nestes dilemas e muito mais.

A comunicação entre os futuros cônjuges é fundamental para o planeamento da cerimónia, e as suas escolhas devem sempre basear-se na estratégia e na lógica.

Se estás a questionar o teu entusiasmo por algumas das mais antigas tradições de casamento, não te preocupes. Tudo é praticamente possível hoje em dia como escolher aliança de casamento. A maioria dos costumes pode ser mantida, descartada, ou trocada à vontade do casal, então há muito mais flexibilidade para criar uma cerimônia que é fiel aos seus valores.

À frente, pedimos a um especialista em etiqueta do casamento para responder às perguntas mais comuns da cerimônia.

Se você quiser manter seus votos exclusivos, mas ainda apresentar uma grande recepção, definitivamente considere-o, mas tenha cuidado com os sentimentos de seus entes queridos. Ao fazer essas escolhas, considere as percepções dos outros, especialmente dos convidados não convidados. Quem poderia sentir-se excluído, e mais importante, porquê?

Os convidados mais comumente participam tanto da cerimônia quanto da recepção, mas, as pessoas entendem se eles não são convidados para ambos. No entanto, se você planeja hospedar uma grande recepção e uma pequena cerimônia, você deve convidar pessoas em categorias, tais como primos, irmãos, membros da equipe, etc. Não deve excluir nenhum membro destes grupos, a menos que tenha a certeza que é justificável. Nesse caso, você deve sempre fazer um telefonema e falar do coração para validar sua decisão. Caso contrário, as consequências podem durar uma vida inteira.

Além disso, os convites de casamento devem deixar claro que o destinatário é convidado apenas para a recepção. Se houver perguntas ou confusão, explique educadamente aos amigos e familiares que você intencionalmente manteve os votos pequenos.

Um breve hiato entre a cerimônia de casamento e recepção é provavelmente útil para você, uma vez que você pode tirar suas fotos formais e ainda fazê-lo para a sua hora de coquetel. No entanto, seus convidados podem estar sentados em torno de twiddling seus polegares se um “curto” intervalo significa horas. Se você não está pedindo aos hóspedes para mudar completamente de roupa (como é comum para casamentos indianos), manter a pausa para menos de uma hora. Parte desse tempo pode ir para a transferência do local da cerimônia para o local da recepção.

Para evitar que os hóspedes procurem um café aleatório ou bar para matar o tempo (o pior!), convidar os hóspedes para uma suíte de hospitalidade, seja no hotel ou no local, onde eles podem pegar um refresco leve, como chá e biscoitos. Se tudo estiver a acontecer no mesmo local, considere prolongar a hora do cocktail para que os hóspedes possam misturar-se e misturar-se enquanto respira.

Embora a festa de casamento seja uma ótima maneira de honrar seus amigos e família, não é a única maneira. Tradicionalmente, as damas de Honor eram convocadas como chamarizes para a noiva—vestiam-se como a noiva para expulsar espíritos malignos ou ladrões para o dote. Uma vez que essas questões normalmente não surgem nos dias de hoje, a festa de casamento transformou-se em VIPs do dia, que também são encarregados de assistir os futuros-weds.

Devias, no entanto, considerar quem gostarias de reconhecer no teu grande dia. Se você não quer ter uma festa de casamento, você pode sempre incluir outros entes queridos no procissão, como avós e irmãos. Neste caso, faça-os subir ao altar por ordem de precedência.

Note que você vai precisar de duas testemunhas para a sua licença de casamento—geralmente a dama de honor e padrinho—por isso certifique-se de dar a dois convidados um aviso que eles têm um trabalho importante a fazer após a recessão.

Cães, gatos, lamas, e até mesmo tartarugas—já vimos todo o tipo de animais de estimação ajudar os seus donos a dizer “sim. “Devias consultar o teu local. Por exemplo, se a cerimônia ocorrer em uma instituição religiosa, certifique-se de perguntar ao oficiante se é ok ter um filhote presente.

Além disso, seja honesto consigo mesmo sobre como o seu cão reage a grandes multidões. Fido é frio, ou ele vai saltar e lamber todos os seus convidados? O seu animal de estimação vai sentar-se calmamente durante a cerimónia, ou fugir para encontrar os aperitivos? Ele vai ladrar sobre os teus votos ou ter um acidente no teu comboio? Se as respostas parecerem razoáveis, força.

Não se vê muitas vezes a inclusão de uma dama de Honor Júnior hoje em dia, mas eles são um membro habitual do partido nupcial. Normalmente, uma dama de Honor Júnior é uma mulher que é muito velha para ser uma menina de flores e muito jovem para ser uma dama de Honor. Estas raparigas mais novas entram na cerimónia antes da posse de damas de Honor.

No entanto, tudo se resume ao quão perto você quer ficar com a tradição. Hoje, temos avós e filhotes a servir como meninas das flores e os nossos amigos masculinos como damas de Honor. Dizemos para lhe chamares o que quiseres. Temos a certeza que ela vai ficar entusiasmada por estar no grupo das “raparigas crescidas”.

Fonte: https://amocasamentos.com/almofadas-porta-alianca/